quarta-feira, 16 de novembro de 2016

O HOMEM COMO SER DUAL


Dualismo é um conceito religioso e filosófico que admite a coexistência de dois princípios necessários, de duas posições ou de duas realidades contrárias entre si, como o espírito e matériao corpo e a almao bem e o mal, e que estejam um e outro em eterno conflito.
São por excelência doutrinas dualistas aquelas que tentam explicar metafisicamente o universo através de dois princípios irredutíveis entre si.
O dualismo distinguiu-se do monismo, particularmente no século XVIII porque os filósofos monistas defendiam a existência de apenas uma substância, uma única realidade: matéria ou espírito. Os filósofos materialistas não admitem a existência do lado espiritual, da alma.

Descartes terá sido o primeiro filósofo a expor a existências de duas diferentes espécies de substâncias, espiritual (o espírito) e material (o corpo), com o cérebro estabelecendo ligação entre elas.

A dualidade na Astrologia:

O conceito filosófico da coexistência também está presente no conhecimento da astrologia. Os doze signos são analisados em dois grupos duais: positivo/negativo e masculino/ feminino. O último grupo não se refere ao gênero sexual frisam os astrólogos contemporâneos.  Tanto os nascidos no corpo físico de homem ou mulher, ambos possuem dentro de si, a dualidade do yin/yang, o ativo/ passivo, positivo/ negativo vibram em toda a nossa essência. Na mandala astrológica, no Mapa Natal, o signos são alternadamente , positivo e negativos, e tendo os signos opostos a mesma polaridade.

Signos de  polaridade positiva:  

Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário;    

Signos polaridade negativa:  

Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes.         

Nenhum comentário: